| |

Ferramentas de interação para eventos online

A inclusão de tecnologias no cotidiano tem transformado o modo de vida em sociedade. Essas mudanças afetam diferentes aspectos do dia a dia, desde o surgimento de cidades inteligentes até as novas formas de interação social. Nos últimos anos, vivenciamos muitas situações online que antes eram presenciais, incluindo os eventos.

O surgimento das redes sociais já sinalizava a digitalização dos relacionamentos. Existem hoje 4,5 bilhões de usuários dessas plataformas e o Brasil é 3º país que mais as usa. Os dados levantados pela We Are Social e a Hootsuite demonstram a importância da tecnologia para os relacionamentos.

Esse aspecto é essencial para os eventos online, pois é o que mantém a audiência envolvida na transmissão ao vivo. Segundo levantamento do LinkedIn, o número de organizadores com foco em eventos online aumentou oito vezes. Mais do que uma necessidade, hoje as atividades remotas são a preferência de boa parte das pessoas e empresas. Confira neste artigo, como usar os recursos de interação envolver o público em eventos online.

Se quiser conhecer as ferramentas disponíveis na plataforma de Zoeweb, clique aqui e fale comigo!

Chat

Recurso mais comum entre as plataformas de eventos online, o chat simultâneo é fundamental. A ferramenta é indispensável em qualquer transmissão ao vivo, pois permite manter o diálogo entre o interlocutor principal e o público. Mesmo sendo um recurso padrão, existem diferentes tipos de chat nas plataformas do mercado.

Além da interação aberta, ele pode promover conversas entre os moderadores e/ou a restrição de perfis de acesso. Existe ainda a possibilidade do recurso ser monitorado de diferentes modos, como a inclusão de filtros de prioridade. As plataformas mais robustas também permitem a avaliação da quantidade e período de interação individual dos participantes.

Essas características são fundamentais principalmente no contexto corporativo. Considerando uma atuação analítica e de resultados mensuráveis, esses dados contribuem bastante para a tomada de decisão nas empresas. Ao avaliar a participação ativa do público de um webinar, por exemplo, o negócio pode aumentar seus investimentos nesses eventos ou mesmo reformular seu modelo.

Perguntas

Também presente em grande parte das plataformas de eventos online está o campo para perguntas. A ferramenta costuma ficar em segundo plano em relação ao chat, pois geralmente a audiência envia seus dúvidas em conjunto com as conversas. No entanto, por ser um recurso separado do chat, há um aumento nas chances do apresentador ver a pergunta enviada. Então, ter um campo direcionado para esse tipo de interação estimula a participação do público.

Outro ponto diz respeito à possibilidade de anonimato de quem enviou o questionamento. Durante a abordagem de temas delicados, esse recurso evita retaliações ou chacotas entre os participantes. Assim como o chat, algumas plataformas de transmissão de eventos fornecem os índices de adesão do público ao recurso de perguntas.

Além de avaliar a participação, o recurso permite compreender as dificuldades do público em relação ao tema de uma mesa redonda, por exemplo. Essas informações ajudam a verificar a necessidade de alterações na abordagem do assunto ou na estrutura do evento em si.

mulher em interação durante evento online

Gamificação

O termo se refere a uma metodologia focada no envolvimento do público em determinada atividade. A gamificação pode ser aplicada de diferentes formas e possui características dos jogos em geral, como: sistemas de pontuação e trilha de desenvolvimento. Apesar da semelhança, é importante frisar que gamificação não é o mesmo que jogos, pois ela envolve técnicas e propósitos específicos.

Segundo levantamento feito pelo LinkedIn, 37% dos organizadores esperam que os eventos online gerem engajamento do público. Aos poucos, a gamificação tem se fortalecido como forma de estimular esse envolvimento da audiência. Em relação aos demais recursos mencionados, são poucas as plataformas que promovem essa interação.

Quando bem aplicada, a gamificação pode representar o sucesso de um evento e destacar a atividade no mercado. Em treinamentos online, por exemplo, a empresa pode utilizar a metodologia para medir e acompanhar o aprendizado dos participantes.

Enquetes

Ainda pouco comum entre a maior parte das plataformas, as enquetes são recursos bastante interessantes para os eventos online. Como definição, elas são um método de pesquisa com o público-alvo e podem ser aplicadas em diferentes contextos.

De acordo com o LinkedIn, 22% dos entrevistados veem a relevância da atividade como fator-chave para o sucesso do evento.  Nesse contexto, as enquetes ajudam a avaliar a visão da audiência sobre determinado aspecto, seja a atividade como um todo ou partes específicas dela.

As enquetes podem ser aplicadas em momentos distintos da transmissão, dependendo de seu objetivo. Embora seja mais utilizada no final do evento, aplicá-las no início pode ajudar a entender como o público descobriu a atividade, por exemplo. Para as empresas, essas informações contribuem para medir o impacto das ações de divulgação utilizadas.

Com as enquetes, é possível promover desafios durante o evento online. Essa interação pode ser usada para premiar os participantes ou avaliar se estão acompanhando um raciocínio. Para fazer atividades ainda mais envolventes, é interessante integrar as enquetes com outros recursos, como a gamificação.

As enquetes ajudam também a coletar informações estratégicas para o negócio. Por serem práticas e diretas, elas podem ser aplicadas como forma de levantar opiniões sobre outros aspectos da marca. Assim, os dados obtidos com esse recurso são capazes de ajudar a melhorar o posicionamento da empresa.

Salas simultâneas

Desde palestras até congressos internacionais, boa parte dos eventos online acontece em uma única transmissão. Muitas atividades não requerem salas simultâneas para difusão do conteúdo principal, mas o recurso pode contribuir de modo complementar. Em situações que acontecem dinâmicas em grupo, como em convenções corporativas, por exemplo, as salas simultâneas permitem a divisão dos participantes com facilidade.

Além disso, o recurso também contribui com o dinamismo nas atividades. Ele permite que o público converse entre si a partir de interesses específicos, assim como em eventos presenciais. Utilizar as salas simultâneas para formar pequenos grupos de interação aproxima os participantes e estimula um envolvimento natural com o evento.

É interessante observar que os recursos abordados são bastante versáteis e podem contribuir de diferentes maneiras. Ou seja, a organização do evento pode utilizá-la da forma que achar melhor. De acordo com o levantamento do LinkedIn, cerca de 93% das pessoas acreditam que os eventos online devem permanecer presentes nos próximos anos. Então, a expectativa é que as tecnologias usadas nesses recursos avancem e se tornem ainda mais personalizáveis.

Artigos similares